TODAS CATEGORIAS
LIVRARIA
CIAB - CHEGA DE SAUDADE
R$44,90
1x de R$ 44,90 no cartão sem juros
ADICIONAR AO CARRINHO
Autor: CASTRO, RUY
Editora: COMPANHIA DE BOLSO Ano: 2008 1ª Edição
456 páginas

'Chega de saudade' reconstitui a vida boêmia e cultural carioca dos tempos da Bossa Nova - boate por boate, tiete por tiete, história por história. Para compor esse fascinante mosaico envolvendo música e comportamento, Ruy Castro penetrou em seus bastidores e ouviu dezenas de seus participantes - compositores, músicos e cantores, além dos amigos e inimigos deles. O resultado é uma narrativa cheia de paixões e traições, amores e desamores, lances cômicos e trágicos, protagonizados por João Gilberto, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Newton Mendonça, Nara Leão, Carlinhos Lyra, Ronaldo Bôscoli, Maysa, Johnny Alf, Sylvinha Telles, Elis Regina e pela legião de jovens que eles seduziram com seu charme e suas canções. Sobre o autor: CASTRO, RUY Ruy Castro (1948) é autor de ‘Estrela Solitária - Um brasileiro chamado Garrincha’ (1995), ‘O Anjo Pornográfico - A vida de Nelson Rodrigues’(1992), ‘Chega de saudade - A história e as histórias da Bossa Nova’ (1990), ‘Saudades do século 20’ e de três antologias de frases venenosas e engraçadas - ‘O melhor do mau humor’, ‘O amor de mau humor’ e ‘O poder de mau humor’. Seus livros ‘Chega de saudade’, ‘O anjo pornográfico’, ‘Estrela solitária’ e ‘Ela é carioca’ (1999) ajudaram a redefinir gêneros como a biografia e o levantamento histórico de um lugar ou época. Outros, como ‘A onda que se ergueu no mar’ (2001) e ‘Carnaval no fogo’ (2003), caminham pela fronteira entre a crônica, com todas as liberdades que ela permite, e o ensaio, muito mais rigoroso. Para o público jovem, Ruy escreveu o romance ‘Bilac vê estrelas’ (2000) e a novela ‘O pai que era mãe’ (2001). É também autor de ‘Saudades do século 20’ (1994), sobre treze das figuras mais amadas do show business da época. Todos pela Companhia das Letras. Em outras editoras, publicou ‘Amestrando orgasmos’ (objetiva, 2004), de crônicas de humor, e ‘Flamengo’ (ediouro, 2004), uma história do seu clube de coração. Também traduziu e adaptou os clássicos de ‘Frankenstein’, de Mary Shelley, e ‘Alice no país das maravilhas’, de Lewis Carroll. Além disso, é jornalista com vasta passagem pela imprensa carioca e paulistana.

AVALIAÇÕES

0

AVALIE ESTE PRODUTO