TODAS CATEGORIAS
LIVRARIA
VARANDA DO FRANGIPANI, A
R$44,90
1x de R$ 44,90 no cartão sem juros
PRODUTO INDISPONÍVEL
AVISE-ME QUANDO CHEGAR
Autor: COUTO, MIA
Editora: COMPANHIA DAS LETRAS Ano: 2007 1ª Edição
152 páginas

Depois da Independência de Portugal, em 1975, Moçambique enfrentou quase duas décadas de conflitos. O período foi marcado pela oposição entre os antigos guerrilheiros anticolonialistas da Frelimo (que tomaram o poder e tentaram implantar o socialismo no país) e o grupo de orientação conservadora Renamo (alinhado à Rodésia e África do Sul). A história de 'A varanda de frangipani' se passa vinte anos após a Independência, depois dos acordos de paz de 1992. O romance é narrado pelo carpinteiro Ermelindo Mucanga, que morreu às vésperas da Independência, quando trabalhava nas obras de restauro da Fortaleza de S. Nicolau. Ele é um 'xipoco', um fantasma que vive numa cova sob a árvore de frangipani na varanda da fortaleza colonial. As autoridades do país querem transformar Mucanga em herói nacional, mas ele pretende morrer. Para tanto, precisa 'remorrer'. Então, seguindo o conselho de seu pangolim, encarna no inspetor de polícia Izidine Naíta, que está a caminho de Fortaleza para investigar a morte do diretor. Mais de vinte anos depois da independência de Moçambique, quando a guerra civil já arrefeceu, a Fortaleza é um lugar em que convergem memórias, heranças e contradições de um país novo e ao mesmo tempo profundamente ligado às tradições e aos mitos ancestrais. De sua varanda, se pode enxergar o horizonte. O romance de Mia Couto esboça, assim, uma saída utópica para um país em reconstrução.

AVALIAÇÕES

0

AVALIE ESTE PRODUTO